quarta-feira, 2 de maio de 2012

ALEXANDRE CUMINO - SACERDOTE E ESCRITOR UMBANDISTA


Alexandre Cumino

Graduado em Matemática, concluindo uma nova Graduação em Ciência das Religiões, paulista, casado, pai do pequeno Uriel, 36 anos, Editor Chefe do Jornal de Umbanda Sagrada há 6 anos, é uma importante expressão jovem da Umbanda no Estado de São Paulo, Alexandre Cumino, o Ale é notável por sua trajetória dentro da Umbanda que desde muito cedo decidiu viver sua “mocidade” imerso no universo religioso da Umbanda e que, na busca de conhecimentos apaixonou-se por Deus e suas múltiplas manifestações, essa “paixão” foi um impulso para que Cumino dedicasse alguns anos em leituras e pesquisas sobre Deus, que resultou na produção do livro “Deus, Deuses, Divindades e Anjos” publicado em 2008 pela Editora Madras.

Nascido em berço Espírita, foi em 1995 que Alexandre Cumino teve seu primeiro contato com a Umbanda. Profundamente tocado por esta experiência, começou a dedicar-se a religião, em 1997 já dirigia trabalhos espirituais sob o amparo do Sr. Caboclo Pena Branca. Em sua busca de conhecimentos conheceu Rubens Saraceni e sua obra, em 1999 decidiu que seus conhecimentos precisariam ser multiplicados e compartilhados com outros buscadores do saber sobre a religião, foi então que montou a primeira turma de Teologia de Umbanda Sagrada e de lá pra cá são milhares de pessoas formadas em seus cursos.

Obras publicadas:

Deus, Deuses, Divindades e Anjos
  • Editora: Madras
  • Autor: ALEXANDRE CUMINO
  • ISBN: 9788537003787
  • Origem: Nacional
  • Ano: 2008
  • Edição: 1
  • Número de páginas: 328
  • Acabamento: Brochura
  • Formato: Médio
Este é um livro a respeito de Deus, visto como o Uno, e das formas pelas quais reconhecemos sua essência e suas divindades, que são partes do Todo. O autor mostra que Deus é Um, mas muitos são os nomes pelos quais Ele é conhecido. Situação análoga acontece com as divindades manifestadoras das qualidades de Deus. Em Deus, Deuses, Divindades e Anjos, o leitor terá acesso a uma relação desses diferentes nomes e verá que o Ser Supremo também assume variadas formas nas diversas culturas. A obra ainda inclui a visão de personalidades históricas e de algumas religiões acerca de Deus e uma ampla pesquisa sobre os anjos. Ao prefaciar esta obra, o Mestre Mago Rubens Saraceni defende que estudar os panteões das religiões deveria ser uma das matérias oficiais dos cursos regulares, porque, além de ser um assunto fascinante, desmistificaria boa parte do proselitismo religioso e acabaria com a intolerância dos sacerdotes religiosos, fato este que tem ocasionado até mesmo perseguições e guerras sangrentas. Com esta leitura, você verá que Orixás, santos, anjos, devas, deuses e divindades têm as mesmas funções e os mesmos atributos, pois todos derivam do Um - o Todo-Poderoso.

História da Umbanda: Uma Religião Brasileira

  • Editora: Madras
  • Autor: ALEXANDRE CUMINO
  • ISBN: 9788537004920
  • Origem: Nacional
  • Ano: 2010
  • Edição: 1
  • Número de páginas: 400
  • Acabamento: Brochura
  • Formato: Médio
Descrição: Foram 100 anos de muita luta para nós. Fiquei muito feliz em ter em mãos uma grande pesquisa sobre a nossa Umbanda, bem esclarecedora. Parabéns! - Lygia Cunha - neta de Zélio de Moraes e Presidente da Tenda Espírita Nossa Senhora da Piedade Considero o livro do Alexandre uma referência fundamental para todos aqueles que queiram conhecer um pouco mais a fundo a história da Umbanda. - Leonardo Cunha dos Santos - um trabalhador da Umbanda do Cabloco das Sete Encruzilhadas, bisneto de Zélio de Moraes Ah, como teria sido mais fácil o meu trabalho se nas décadas de 1950 e 1960 eu pudesse ter lido este livro. - Pai Ronaldo Linares - Sacerdote de Umbanda, Presidente da FUGABC Espero que este livro torne-se fundamental para o estudo, tanto da história da Umbanda quanto dela própria como uma religião brasileira, fundada por um brasileiro. - Pai Rubens Saraceni - Sacerdote de Umbanda, Médium Psicógrafo e Presidente do Colégio de Umbanda Sagrada Pai Benedito de Aruanda Alexandre Cumino nos presenteia com este livro. Fruto de pesquisa consistente de um religioso incansável, sensível e coerente. - Prof. Dra. Patrícia Ricardo de Souza - Faculdades Integradas Claretianas, São Paulo Religião é indispensável para a vida, como bem afirma Riobaldo, em Grande Sertão: Veredas, de Guimarães Rosa: todo-o-mundo é louco. O senhor, eu, nós, as pessoas todas. Por isso é que se carece principalmente de religião: para desendoidecer, desdoidar. Reza é que cura loucura. É nesta perspectiva que se enquadra o excelente trabalho de Alexandre Cumino, que busca garantir a memória dos grandes feitos dos que fizeram e fazem a Umbanda contribuir para desendoidecer, desdoidar muita gente. - Prof. Dr. Antonio Boeing - Coordenador do Curso de Bacharelado de Ciências da Reli¬gião nas Faculdades Integradas Claretianas, São Paulo.

Deus, "Deuses" e Divindades

  • Editora: Madras
  • Autor: ALEXANDRE CUMINO
  • ISBN: 8573748419
  • Origem: Nacional
  • Ano: 2004
  • Edição: 1
  • Número de páginas: 152
  • Acabamento: Brochura
  • Formato: Médio
Descrição: Este é um livro a respeito de Deus, visto como o Uno, o Todo, das formas pelas quais reconhecemos sua essência e suas Divindades, que são partes do Todo. O autor mostra que Deus é Um, mas muitos são os nomes pelos quais Ele é conhecido. Situação análoga acontece com as Divindades, manifestadoras das qualidades de Deus.
Release: Este é um livro a respeito de Deus, visto como o Uno, o Todo, das formas pelas quais reconhecemos sua essência e suas Divindades, que são partes do Todo. O autor mostra que Deus é Um, mas muitos são os nomes pelos quais Ele é conhecido. Situação análoga acontece com as Divindades, manifestadoras das qualidades de Deus. O leitor terá acesso a uma relação desses diversos nomes, e verá que o Ser Supremo assume diferentes formas e nomes nas diversas culturas. Adonai, Alá, El Shadai, Grande Espírito, Grande Arquiteto do Universo, Mulugu, Olodumaré, Pan Ku, Tupã, Wakam Tanka, Zambi são alguns deles. Ao prefaciar esta obra, o Mestre-Mago Rubens Saraceni defende que estudar os panteões das religiões deveria ser uma das matérias oficiais dos cursos regulares, porque, além de ser um assunto fascinante, desmistificaria boa parte do proselitismo religioso e acabaria com a intolerância dos sacerdotes religiosos, fato este que tem ocasionado até mesmo guerras sangrentas e perseguições. Com a leitura desta obra, você verá que Orixás, Santos, Anjos, Devas, Deuses, Divindades têm todos as mesmas funções e os mesmos atributos, pois todos derivam do Um - o Todo-Poderoso.



terça-feira, 1 de maio de 2012

LEAL DE SOUZA - PRIMEIRO ESCRITOR UMBANDISTA


Quem foi Leal de Souza?

Diamantino Fernandes Trindade

Antônio Eliezer Leal de Souza nasceu em Santana do Livramento, Rio Grande do Sul, em 24/12/1880 (algumas fontes apontam a data de 24/09/1880). Quando jovem, foi Alferes e participou da Guerra de Canudos. Cansado de sofrer prisões por combater o governo de Borges de Medeiros, desligou-se do quartel. Ao desligar-se do Exército, dedicou-se ao jornalismo, tendo sido redator de A Federação de Porto Alegre. Depois de algum tempo, foi para o Rio de Janeiro, onde cursou Direito, sem concluí-lo, porém. Nessa mesma cidade, teve destaque como diretor e repórter dos jornais A Noite, Diário de Notícias e A Nota.
Como repórter deu o furo sobre o assassinato de Euclides da Cunha.
Freqüentava a roda literária formada por Olavo Bilac, Martins Fontes, Coelho Neto, Luis Murat, Goulart de Andrade, Alcides Maya, Aníbal Teófilo, Gregório da Fonseca e outros.

Nascido em Livramento, Rio Grande do Sul, em 24 de dezembro de 1880, Antônio Eliezer Leal de Souza estudou na Escola Militar de Porto Alegre e na do Rio de Janeiro, e esteve como alferes na chamada Guerra dos Canudos. Mas abandonou a vida militar pelo jornalismo e a literatura e foi dos que, vindos depois da eclosão parnasiana, fizeram-se amigos e companheiros de Bilac e sua roda: Martins Fontes, Goulart de Andrade, Aníbal Teófilo... Fez parte da redação de vários jornais cariocas (A Notícia, A Noite, Diário de Noticias, A Nota), foi diretor de A Careta.
Acentuando o parnasianismo da mais expressiva coletânea de versos de Leal de Souza (Bosque Sagrado), que no conjunto considerou “um livro esplendido, fulgurante e vigoroso”, João Pinto da Silva dizia tratar-se de um parnasianismo... tropical, esclarecendo: “Este adjetivo, a meu ver, por si só o explica suficientemente; dá, com nitidez, uma idéia da sua abundância de seiva, dos seus contínuos estremecimentos de grande e tumultuosa vitalidade, e da violência da luz que lhe inunda os melhores capítulos”. Para o crítico gaúcho “esse vibrante, esse estonteador excesso de vida” constituía-se simultaneamente, no principal defeito e na mais expressiva qualidade do poeta, pois se lhe quebrava, “fragorosamente, a harmonia de certas linhas, prejudicando-lhe o brilho de não poucos aspectos”, tornava-o “mais nosso, mais brasileiro, mais da América meridional”.
Leal de Souza escreveu mais tarde dois romances e alguns livros sobre o espiritismo, - preocupação que já se encontrava presente em alguns passos do Bosque Sagrado - falecendo no Rio de Janeiro, em 1 de novembro de 1948.
Primeiro livro de Umbanda - 1925
Leal Souza - 1933

sexta-feira, 27 de abril de 2012

ANNA PONZETTA - ESCRITORA

Anna Ponzetta


Filha de imigrantes italianos, Anna Ponzetta nasceu na ciade de São Paulo, em 1962. Suas primeiras manifestações da mediunidade ocorreram aos nove anos de idade, por meio dos fenômenos da vidência, faculdade que conserva até os dias de hoje. Ainda na pré-adolescência conheceu a umbanda por intermédio de uma tia, que é médium ativa. Mesmo vivenciando a mediunidade desde cedo, só teve oportunidade de praticá-la aplicadamente já na fase adulta. Em 1996 aproximou-se da doutrina espírita e passou a dedicar-se aos estudos. Logo vieram os trabalhos mediúnicos práticos, as palestras, as primeiras mensagens inspiradas pela espiritualidade e o reconhecimento e identificação de seus mentores mais próximos. Ensaiava aí os passos iniciais para uma colaboração com espíritos com os quais mantém uma afinidade que parece ter-se iniciado há várias encarnações. Nessa época, começou a receber as primeiras psicografias inspiradas pelo espírito Pai Inácio.
Há dois anos, por intuição de seus mentores, decidiu retomar seu caminho na umbanda, após um novo e necessário processo de aperfeiçoamento mediúnico, com ajuste às vibrações das novas tarefas. Paralelamente, prosseguiu com o trabalho de recepção das mensagens enviadas pelos autores espirituais, desta vez destinadas à composição de obras literárias, na esperança de contribuir para o esclarecimento e a compreensão das realidades do mundo espiritual.

LIVROS



Sinopse: Todos temos uma história. Nascer, viver, morrer e nascer novamente é a roda da vida. Quem de nós conhece suas vidas passadas? Quem pode afirmar os porquês dos nossos sofrimentos, das dores, das doenças? Só há uma certeza: somos a colheita da semeadura de outrora.
Esta abordagem, ainda tão mal compreendida no dia-a-dia, quando estamos aprisionados num corpo de carne, é aqui retratada com clareza por Pai Inácio, entidade atuante na seara espírita que utiliza a roupagem perispiritual de um preto velho nos trabalhos de umbanda.
Nas idas e vindas de suas encarnações, da soberba à humildade, ele trilhou um árduo e pedregoso caminho: fez muitos sofrerem, reincidiu nos erros, desesperou-se, e somente depois de muito sofrer para conseguir sair da escuridão do mais denso Umbral é que conheceu o amor verdadeiro que une as almas na eternidade. Relatando suas ricas experiências de espírito endividado, Pai Inácio nos ensina com riqueza de detalhes que nada passa despercebido perante às leis divinas.



Sinopse: Romance mediúnico transmitido pelo espírito Nicolau.

Fernando é filho único de um casal problemático.
Assim que veio ao mundo, Fernando foi imediatamente rejeitado por seu pai que, ao tomá-lo nos braços pela primeira vez, se sentiu desconfortável com a presença do recém-nascido.
Helena, sua mãe, só veio a conhecer este desconforto que Carlos, seu marido, sentia pelo filho, anos mais tarde. Ela atribuía à profissão de Carlos o fato de ele ser sempre muito rígido, ausente e distante de Fernando.
Carlos era militar e a vida profissional o privava de maior convívio com a família. Helena, diante da situação, passa boa parte de sua vida se dedicando exclusivamente ao filho até que o desconforto inicial de Carlos por Fernando passa a ser intolerância culminando este sentimento na separação do casal.
Fernando se sente culpado e, de alguma forma, tenta sanar o mal que pensava ter causado aos pais decidindo também ele por seguir a carreira militar, dedicando-se totalmente a este objetivo até conhecer Clara e por ela se apaixonar.
O romance do filho abala Helena profundamente e, a partir daí, fatos se sucedem nos quais o ciúme da mãe, antes não manifestado, eclode como fosse algo já há muito conhecido e poderoso.
Helena tenta de todas as formas separar seu filho da mulher amada armando as mais vis e desumanas ciladas para a moça até que ela própria se torne vitima de seus atos vindo a adoecer seriamente.

Conheça também os blogs da autora, lá você também poderá adquirí-los:

http://annapon-coisasdaalma.blogspot.com.br/

http://aalmadascoisas-annapon.blogspot.com.br/

Em breve estarei colocando outros autores e livros.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

DICAS PARA RENOVAR E LIMPAR LIVROS VELHOS E SUJOS

Quem gosta de ler, e de principalmente comprar e colecionar livros, deve periodicamente fazer uma limpeza neles para mantê-los com o aspecto de novo por mais tempo. No entanto, por "n" motivos, nem sempre é possível fazermos isso com a frequência que deveríamos. Como consequência desta "negligência", vemos gradativamente as páginas dos livros irem amarelando fazendo com que o visual deles tome o aspecto de velho e sujo muito antes do que deveria. Pensando nisso, segue um vídeo que achei na internet com algumas dicas bem caseiras, interessantes e que podem ser facilmente utilizadas por qualquer pessoa, elas vão ajudar-lhe a  renovar, limpar e manter aqueles livros que você já tem em casa e os que compra de sebos com a aparência de novo por mais tempo.
Antes de você assistir ao vídeo, quero fazer algumas observações. Como já disse acima, o vídeo é caseiro e as técnicas são amadoras, a pessoa que o produziu não é profissional do ramo de restauração. Ela começou a fazer isso nos livros que recebia de sebos, viu que deu certo e resolveu compartilhar as dicas que utilizava com os seus leitores. Inclusive ela deixa isso no vídeo muito claro, portanto, tudo que você fizer será por sua conta e risco. Alguns desses macetes eu já conhecia e pratico, até hoje nunca danifiquei um livro utilizando-os, no entanto, não é por que deu certo comigo e com ela, que dará certo com você também. Antes de qualquer coisa, analise bem o livro e veja se ele comporta ser limpo ou renovado, se as páginas e capa forem de um papel muito fino e sensível, esqueça, é melhor ter um livro velho e que ainda dê para ler, do que estraga-lo tornando-o imprestável.





Espero que esta dicas tenham lhe ajudado a limpar ou restaurar aqueles livros que estavam com o visual meio detonado, como disse antes, não são técnicas profissionais, portanto, use-as com moderação e analise bem o livro antes impô-lo a tal "tratamento".
Deixe um comentário dizendo o que achou do vídeo, e caso tenha alguma outra dica de limpeza ou restauração, compartilhe conosco, sua participação é muito importante para mim.

Um abraço e boas leituras!!!

Créditos de autoria ao blog de "O vendedor de Livros"

quarta-feira, 25 de abril de 2012

A IMPORTÂNCIA DOS LIVROS PARA A UMBANDA

O ESCRITOR GAÚCHO MÁRIO QUINTANA DEFINIU:

"Os livros não mudam o mundo. Quem muda o mundo são as pessoas. Os livros mudam as pessoas".


Muita gente tem questionado os livros escritos sobre a Umbanda. Parece que ninguém se entende. Uns são categóricos em dizer que isso deve ser feito assim. Outros dizem o contrário. E assim por diante. Parece não haver concordância entre os escritores umbandistas. 


Há aqueles que acham que essa história de livros é besteira. Dizem que umbandista não precisa estudar. Os Guias sabem tudo. Basta que o médium incorpore e está tudo resolvido. O que importa na Umbanda é a prática. Nada de doutrinação e teoria. Livros é para intelectuais.


A maioria dos sacerdotes umbandistas nem sequer leram um livro sobre a Umbanda. Ler para quê? Não vou perder meu tempo. Deixe esse negócio de ler para os mais jovens. Meu Pai de Santo e minha Mãe de Santo nunca leram e nem por isso deixaram de ser bons médiuns.


Enfim, há todo tipo de justificativa para não se incentivar a leitura na Umbanda.


Felizmente há muitos que vêem esse assunto de maneira diferente, principalmente os mais jovens, os que querem aprender. A mudança é visível. Ninguém se contenta mais em ouvir os sermões de seu Pai ou Mãe de Santo. Querem explicações. Querem entender o que está sendo feito. Estão cansados de tantos mistérios. Isso você pode saber, mas aquilo não. É segredo, é mistério. Estão fartos de serem tratados como "crianças".


Por isso, resolvi escrever este blog. 


Chega de enganar as pessoas, não podemos continuar "tapando o sol com a peneira". Estamos no terceiro milênio. Não há mais espaço para as "histórias da carochinha". O mundo impõe o respeito ao ser humano. E a Umbanda não pode ser diferente. Afinal somos a religião que veio preencher o enorme vazio deixado pelas religiões tradicionais e não podemos repetir os mesmos erros.


Não estou querendo julgar nem condenar ninguém. Cada um nasce para cumprir o seu papel na sociedade. Respeito a todos. Rendo as minhas homenagens aos nossos antepassados maravilhosos que deram início a esta sagrada religião. Curvo-me perante aqueles que nos antecederam e criaram as bases dessa nova religião. Mas tudo muda. Tudo é dinâmico. 


Tenho absoluta certeza que a Umbanda está no caminho certo. Tenho muita fé naquilo que nossos amados Guias tem nos ensinado. Pergunte à sua Entidade o que ele acha dos livros. Depois me respondam. 


Observação: não tenho a pretensão de ser o dono da verdade. Sei claramente que ela pertence apenas ao Criador. 


Um abraço a todos.


Alexandre Trinidad


Boa leitura, sempre.

terça-feira, 24 de abril de 2012

LISTA DE LIVROS SOBRE A UMBANDA

Vamos iniciar nossas publicações com uma listagem de livros de Umbanda do site Registro de Umbanda.

Basta clicar no link abaixo da figura e conferir.

Quem conhecer mais livros e só entrar nos comentários e pedir para adicionar.

Em breve teremos a nossa própria lista com mais detalhes sobre os livros.

Alexandre Trinidad

Boa leitura